Quimilokos de Plantão!

Google+ Followers

Buscador QUIMILOKO! [pesquise no próprio Blog e na WEB]

Pesquisa personalizada

Dúvidas?! Entre em nosso Bate Papo Quimiloko!

Documentários Importantes e Sempre Úteis

Uma ótima tarde!
Hoje uma postagem especial, para contribuir com os estudos das minhas turmas de 3ºs anos tanto do matutino quanto do noturno do CPMG - AYRTON SENNA.
Logo abaixo deixarei os links dos dois DOCUMENTÁRIOS que trabalhamos em sala de aula:
"Uma verdade inconveniente" e "Super Size Me - a dieta do Palhaço".
Espero que lhes seja útil!


O tema aquecimento global está presente diariamente na televisão, revistas, jornais, entre outros meios de comunicação. No entanto, não há a devida preocupação da população com as alterações climáticas, nem uma mudança comportamental para minimizar esse processo. 

A sala de aula proporciona ao professor, no processo de ensino aprendizagem, a elaboração de aulas que possam provocar a reflexão, despertar a conscientização e sensibilização dos alunos, além de estimular a busca por possíveis soluções para minimizar o aquecimento global. O professor, utilizando de conhecimento aprofundado sobre o assunto, um bom planejamento de aula e recursos didáticos, pode despertar a atenção dos alunos sobre o tema, inserindo-os como agentes participativos no combate ao aquecimento global. 

Trabalhe o conceito de aquecimento global, questione os alunos sobre as causas e consequências desse fenômeno. Em seguida passe o filme Uma Verdade Inconveniente, do Albert Arnold "Al" Gore Júnior. Nesse filme são apresentados gráficos que abordam as mudanças climáticas na terra. O documentário, Uma Verdade Inconveniente, mostra que, segundo estudos científicos, a menos que diminuam as emissões de dióxido de carbono (CO
2) e outros gases, o aquecimento global causará uma mudança climática que acabará com a vida como a conhecemos. 

O filme apresenta dados estatísticos que comprovam que calotas polares estão derretendo, o nível dos oceanos está subindo e o clima vem apresentando mudanças drásticas. Isso tudo resulta em fenômenos como furacões, enchentes, seca, praga de insetos e epidemias.

Consequências do aquecimento global
Após o filme, promova um debate sobre mudanças climáticas, efeito de estufa, aquecimento global, apontando os principais motivos que contribuem para a maximização desses processos e quais as possíveis atitudes que podemos ter para não agravar esse problema. 
É importante apresentar fotos das catástrofes que estão ocorrendo em razão do aquecimento global, promovendo a conscientização dos alunos sobre o conteúdo.
Por Wagner de Cerqueira e Francisco
Graduado em Geografia
Equipe Brasil Escola






O filme começa mostrando fatos e dados sobre o crescente aumento da obesidade na América. 37% das crianças e adolescentes americanos são obesos e 2 em cada 3 adultos estão acima do peso. A Organização Mundial da Saúde declarou a obesidade como uma epidemia global. Nos estados unidos, dentre as causas de mortes evitáveis, a obesidade só perde para o tabagismo.
Algumas adolescentes chegaram a processar o McDonalds, mas o juiz indeferiu o pedido de indenização, alegando que o processo seria procedentes apenas se o McDonalds obrigasse uma pessoa a fazer todas suas refeições lá, o que seria extremamente arriscado. Então, Morgan Spurlock anuncia sua decisão de passar um mês se alimentando exclusivamente de produtos vendidos em lojas do McDonald´s. Ele determinou para si mesmo algumas regras:
1- Sem opções: ele só poderia consumir o que viesse das lojas (incluindo a água);
2 -Só consumir as porções super size quando fossem oferecidas (e ele não as poderia recusar);
3 - Sem desculpas: ele deveria comer cada item do cardápio ao menos uma vez.
Antes de começar a maratona, ele visitou três médicos (um cardiologista, um gastro enterologista e um clínico geral) e uma nutricionista,que o monitorariam periodicamente durante o mês da experiência, e fez um check-up completo. Seu peso era normal, sua saúde boa, e todos os profissionais concordaram que a idéia era uma estupidez completa. O estilo de vida americano, incluindo a dificuldade de se fazer as refeições em casa, fazem que 40% das refeições dos americanos sejam feitas fora de casa (1 em cada 4 americanos visitam um restaurante fast-food por dia. O McDonald's representa 43% deste mercado). Existem lojas McDonald´s até em um hospital.
O documentário mostra como a comida fast-food pode viciar, como uma droga (O McDonald´s chama as pessoas que consomem muito de seus alimentos de Usuários Pesados); mostra os muitos problemas sérios de saúde que podem ser causados pela obesidade (hipertensão, doença coronariana, diabetes adulto, derrame, doença na bexiga etc.).
Durante o documentário, Morgan entrevista diversas pessoas e colhe diversas opiniões inclusive daqueles que se dizem viciados no McMenu. Dentre as pessoas ouvidas por Morgan, estão os seus especialista (clínico geral, gastrologista, cardiologista e nutricionista). Sua nutricionista, por exemplo, ficou boquiaberta de como Morgan ganhou "peso" rapidamente. Ela chegou a comentar que sempre que uma pessoa ganha ou perde 10% de sua massa corpórea ocorre consideráveis mudanças acerca de sua pressão sanguínea.
Geograficamente, Morgan explorou bastante os Estados unidos, mostrando um pouquinho da realidade de cada estado, em especial o como a população lida com as junk foods. Na região metropolitana de Nova Iorque, segundo Morgan há 4 lojas do McDonalds por quilômetro quadrado, mas em contrapartida o Novaiorquino anda muito, em média 6 quilômetros por dia. Já no estado do Texas, segundo Morgan, estão as 25 cidades mais "gordas" do mundo e as cidades de Houston e Detroit vem disputando acirradamente o topo da lista. Nas escolas americanas também foi verificado que as Junk Foods são excessivamente utilizadas como alimentação da maioria dos alunos. Segundo Morgan, é na hora do lanche que as escolas fecham seus olhos prefirindo acreditar, por exemplo, que o aluno que comprou apenas "fritas" trouxe almoço de casa e aquele outro que comprou muito lanche vai dividir com o colega.
Segundo a perspectiva de Morgan, o poder público também se isenta de responsabilidades quando o assunto é alimentação, uma vez que em diversas escolas públicas norte americanas verificou-se que 90% dos alimentos servidos na refeição de seus alunos são processados, ou seja, são alimentos enlatados e ricos em conservantes e carboidratos refinados que são ricos em energia e pobres em nutrientes. Entretanto, houve exceções tais como rarissimas escolas que optaram por servir qualidade aos seus alunos, investindo em alimentos frescos e naturais, cujo resultados benéficos foram amplamente ressaltados pela equipe gestora dessas escolas.
Durante o experimento, ofereceram a Morgan 9 vezes o tamanho gigante, sendo que 5 delas foi no estado do Texa. Desse modo, um mês depois, Morgan estava 11 quilos mais "gordo", com disfunção hepática, com sintomas de depressão, seu nível de ácido úrico subiu às alturas. O seu condicionamento físico que fora elogiado nos exames que antecederam o experimento ficou péssimo, uma vez que ele combinou que não andaria mais que o americano médio consumidor de Big Macs anda por dia. Como ele reduziu sua atividade fisica quase a zero, nos dias finais do documentário era evidente o esforço sofrido ao subir simples escadas, também eram notáveis as palpitações e calafrios em pequenas caminhadas. No que tange ao seu desempenho sexual, logo na primeira semana já ficou evidente o quanto esse modo de alimentas o comprometia. Ficou evidente que essa alimentação que aumentou consideravelmente o seu colesterol também despencou sua libido.
Ele levou um mês desintoxicando o organismo (com a ajuda da namorada, uma chef vegetariana, que criou uma dieta desintoxicante para ele), e mais 9 meses para retornar ao peso anterior (84 kg). Agora as refeições desintoxicantes preparadas pela namorada de Morgan parecem muito mais atraentes que os inúmeros big macs, milk-shakes, mac chickens, quarteirões e fritas mostrados no filme.


Um mol de abraços a todos!!

O que é o Efeito Estufa?

aquecimento global é causado por um aumento no chamado efeito estufa. O efeito estufa em si não é ruim, pois é o que permite que a Terrase mantenha quente o suficiente para a sobrevivência dos organismos vivos.
Pense na Terra como sendo um carro que ficou estacionado o dia inteiro exposto ao Sol. Depois de algum tempo sob o Sol a temperatura dentro do carro está sempre bem mais alta do que a externa. Os raios do Solentram pelas janelas do carro, e parte do calor é absorvida pelos assentos, pelo painel, pelo carpete e pelos tapetes. Quando esses objetos liberam calor, ele não sai totalmente pelas janelas. Um pouco se reflete no interior do veículo. O calor que os assentos liberam tem um comprimento de onda diferente da luz do Sol que conseguiu atravessar as janelas. Isso quer dizer que a quantidade de energia que entra é maior do que a que sai. O resultado é um aumento gradual na temperatura dentro do carro.
Foto cedida pelo U.S. Global Change Research Program (Programa Norte-Americano de Pesquisa em Mudanças Globais)

Quando os raios do Sol atingem a atmosfera e a superfície da Terra, cerca de 70% da energia fica no planeta e é absorvida pe    lo solo, pelos oceanos, pelas plantas e por outros elementos. Os outros 30% se refletem no espaço por nuvens e outras superfícies refletivas [ref] (em inglês). Mas mesmo os 70% restantes que conseguem chegar aqui não ficam na Terra para sempre (se isso acontecesse o planeta se tornaria uma bola de fogo). Tudo o que está em volta da Terra e que absorve o calor do Sol acaba radiando o calor para fora. Parte dele volta para o espaço, e o resto acaba sendo refletido de volta para a Terra, onde atinge certos elementos na atmosfera, como dióxido de carbono, gás metano e vapor de água. O calor que não consegue sair pela atmosfera da Terra mantém o planeta mais aquecido do que o espaço sideral, porque há mais energia entrando por ela do que saindo. Tudo isso faz parte do efeito estufa que mantém a Terra aquecida.
A Terra sem o efeito estufa
Como seria a Terra se o efeito estufa não existisse? Provavelmente se pareceria muito com planeta Marte. Marte não tem a atmosfera espessa o suficiente para refletir o calor de volta para o planeta, por isso a temperatura lá é muito baixa. Alguns cientistas sugeriram que poderíamos fazer a terraformação da superfície de Marte, ou seja, alterar a superfície e a atmosfera do planeta criando condições de vida semelhantes às da Terra, enviando “fábricas” que despejariam vapor de água e dióxido de carbono no ar. Se for gerado material suficiente, a atmosfera começará a ficar espessa o suficiente para reter mais calor e permitir que as plantas vivam na superfície. Uma vez que tenha coberto grande parte da superfície de Marte, as plantas começariam a produzir oxigênio Após alguns milhares de anos, Marte talvez venha a gerar um ambiente em que os humanos possam caminhar e tudo graças ao efeito estufa.

Para obter mais informações sobre o aquecimento global e outros tópicos relacionados, confira Como funciona o aquecimento global.
Por: Ed Grabianowski – traduzido por HowStuffWorks Brasil

Polietileno (Plástico)

Geralmente é a partir do petróleo que se faz o polietileno ( plástico ), que está nas embalagens, brinquedos, alguns utensílios  domésticos, sacolas entre outros.
Após a retirada do petróleo das profundezas do subsolo, ele é levado para a refinaria, lá ele será separado em diferentes substancias cada uma delas serve para produzir produtos diferentes que se chama de derivados, um deles é a nafta, matéria prima para a indústria de plásticos.
A Nafta é fornecida para as centrais petroquímicas, após uma série de processos, dar-se origem aos principais monômeros, por exemplo, o eteno (etino ).
Em seguida o eteno sofre polimerização, sendo que neste processo ocorre a adição, quebrando a dupla ligação, formando ligações simples.
Ex.:




Nafta produto incolor extraído do petróleo e matéria prima básica para a produção de plásticos.
Por: Paulinha Ferreira
Mundo da Química
Loading...