Quimilokos de Plantão!

Google+ Followers

Buscador QUIMILOKO! [pesquise no próprio Blog e na WEB]

Pesquisa personalizada

Dúvidas?! Entre em nosso Bate Papo Quimiloko!

Versatilidade em uso de Polímeros

Olá pessoal!
Ao primeiro contato com a internet hoje levei um susto ao ler o título de uma reportagem na página principal da UOL, que dizia o seguinte: "Neozelandesa com pernas amputadas ganha rabo de sereia".
Mulher que teve as duas pernas
amputadas na infância, ganhou
cauda de sereia...
...uma roupa especial desenvolvida pela

empresa Weta Workshop para que possa nadar.


Como toda curiosa que se preze e, Quimiloka de plantão, fui correndo ler a reportagem, que traz umas informações acerca do material do qual foi produzida a "cauda" de Nadya Vessey: "O rabo possui uma estrutura de policarbonato, material também usado na nadadeira. A "pele" é feita de uma camada de neoprene, revestida de lycra e impressa digitalmente com "escamas".

Vamos a algumas definições, portanto:

  • Neopreno (ou neoprene): é o nome comercial de um elastômero sintético (C4H5Cl) baseado no policloropreno da família das borrachas. Foi inventado pelos cientistas Elmer K. Bolton do laboratório de DuPont, que se baseou em pesquisas de Julius Arthur Nieuwland, um professor de química na Universidade de Notre Dame.
    A pesquisa de Nieuwland foi focada na quimica do acetileno e resultou no
    acetileno divinyl, uma geléia que se firma em compostos elásticos similar à borracha quando passada sobre o dicloreto de enxofre.
    O neopreno (originalmente chamado de Duprene) era o primeiro composto de borracha sintética a ser produzido em massa. É usado em uma variedade larga dos ambientes, como em roupas de mergulho, da isolação elétrica, nas correias de ventilador do carro e até em materiais promocionais.
  • Policarbonato: Esse material relativamente novo é, na verdade, um dos mais avançados polímeros no campo dos plásticos, sendo considerado um plástico de engenharia, ou seja, um material que reúne características de resistência que o qualifica para aplicações de alta exigência.
    Obtido através de ésteres de ácido carbônico, o policarbonato pode ser transformado em uma chapa que reúne três importantes qualidades: a beleza e a transparência do vidro; a resistência do aço, que a torna virtualmente indestrutível; e a praticidade semelhante à do acrílico, uma vez que sua alta flexibilidade facilita o manuseio.
    No ano de 1959, a General Electric pesquisava um tipo de baquelita (resina sintética obtida pela condensação de fenóis com aldeído fórmico) e conseguiu chegar ao policarbonato, por meio de um sistema de polimerização patenteado, surgindo assim a chapa de policarbonato que recebeu o nome de Lexan [marca registrada GE].
    Mais leve que o vidro, resistente como o aço, a chapa de Lexan vem revolucionando o mercado da Construção Civil. De todos os materiais transparentes disponíveis atualmente no mercado, as chapas de policarbonato são as que oferecem um número maior de vantagens:
    Resistência ao impacto, Curvatura a frio, Leveza, Resistência aos raios ultravioleta, Atendimento a códigos de flamabilidade, Transmissão de luz.
    Com todas essas vantagens, as chapas de policarbonato são atualmente a solução ideal para as mais diversas aplicações que buscam uma iluminação natural, com beleza e segurança. Essa versatilidade permite seu uso nos mais diversos lugares: escolas, indústrias, shoppings, supermercados e residências, entre outros.

E, agora, além de todas essas vantagens e utilizações citadas, vemos também esta mais nova, de uso pessoal, na qual foi criada esta nadadeira! A reportagem é, no mínimo, interessante! Vale a pena dar um pulinho ao link e ler um pouco mais!

Forte abraço a todos que sempre passam por aqui e deixam suas 'marcas'!!

0 comentários:

VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.