Quimilokos de Plantão!

Google+ Followers

Buscador QUIMILOKO! [pesquise no próprio Blog e na WEB]


Dúvidas?! Entre em nosso Bate Papo Quimiloko!

Filme: "O Segredo do Abismo" e Química Orgânica

Olá pessoal.
O material que estou disponibilizando hoje, refere-se ao filme "O Segredo do Abismo", indicado em sala de aula. 
Para saber um pouquinho mais sobre os PERFLUOROCARBONOS citados no filme, e sua utilização, acesse: 
Ventilação Líquida: da ficção à realidade., e leia o Ensaio escrito por Cristiano Feijó Andrade, Luiz Alberto Forgiarini Junior (doutorando) Programa de Pós-graduação em Ciências Pneumológicas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Paulo Francisco Guerreiro Cardoso Departamento de Cirurgia, Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.
Segue logo abaixo o arquivo para ser lido on-line, para quem preferir.


Logo abaixo estão algumas poucas questões, de situações que gostaria que fossem melhor observadas no decorrer do filme. e respondidas EM SEU CADERNO (perguntas e respostas), combinados?!

1)No início do filme, quando uma equipe de americanos se reúne para tentar resgatar sobreviventes 
do submarino nuclear russo afundado, uma das personagens cita aos militares um tipo de “síndrome” que ataca pessoas quando estão em altas profundidades. 
Essa síndrome recebe o nome de “Síndrome de alta pressão”, a qual, justamente um dos militares passa a sofrer. 
Descreva quais os sintomas apresentados por quem passa a sofrer por esse tipo de síndrome.

2)Para mergulhos em alta profundidade, utiliza-­se um líquido de coloração meio rósea, réplica 
sintética do líquido amniótico que respiramos na placenta de nossas mães por 9 meses. 
Sobre esse líquido, responda:
a)Quais as diferenças entre ele e a água comum? Por que não afogamos quando o inalamos?
b)Trata­-se de um perfluorocarbono. A qual “função” química estudada, pertence essa substância?c)Por que se utiliza esse tipo de líquido em profundidades muito altas ao invés dos cilindros comuns de oxigênio?

3)Após a leitura do Ensaio publicado na Revista Ciência Hoje [volume 44 nº260 – “Ventilação Líquida: da   ficção   à   realidade”]   pode-­se   perceber   novas   utilizações   para   os   perfluorocarbonos.
Cite a(s) fornecida(s) no Ensaio, e sugira outra forma de utilização, em benefício humano.

4)Diferencie implosão de explosão.

5)O submarino nuclear de que se trata o filme trazia em si algumas ogivas nucleares, que o tornavam de grande risco. Em um determinado momento, os militares fizeram uma comparação [em nível de potência], entre as ogivas [ou mísseis] que ali estavam, e a Bomba de Hiroshima. Identifique a comparação sugerida:
a) 4  Hiroshimas                            
b) 5  Hiroshimas                               
c) 8  Hiroshimas                               
d) 10  Hiroshimas

6)Para   que   não   viesse   a   óbito   por  hipotermia,   uma   de   nossas   personagens   sofreu   um   afogamento espontâneo   para   ser   remanejada   para   um   novo   ambiente,   onde   haveria   maior teor   de   oxigênio   para respirarem, e maior aquecimento, e onde seria novamente re-­acordada.
Defina o que vem a ser hipotermia.  


Sinopse e detalhes do Filme



Uma equipe de uma platorma civil de exploração de petróleo se vê repentinamente com a missão de tentar resgatar o USS Montana, um submarino nuclear que afundou misteriosamente com 156 tripulantes e, após o ocorrido, não houve mais contato. A plataforma é usada para a "Operação Salvo", a operação de resgate que visa resgatar a tripulação do Montana, pois apesar de saberem onde está o submarino um furacão se aproxima e, assim, a Marinha não terá tempo hábil de chegar ao local. Com isso, a equipe da plataforma se torna a melhor opção para realizar o salvamento, ficando acertado que o tenente Coffey (Michael Biehn) supervisionará as operações. Entretanto, Bud Brigman (Ed Harris), um mergulhador que chefia a plataforma, diz à operação que acaba de pressentir que sua equipe corre perigo, mas Brigman não poderia imaginar que iria se deparar com algo totalmente surpreendente.

CURIOSIDADES SOBRE O FILME


Formato pioneiro

O Segredo do Abismo foi o primeiro filme lançado no formato de laserdisc, uma espécie de proto-DVD.
Prêmios
- Ganhou o Oscar de Melhores Efeitos Especiais, além de ter sido indicado em outras 3 categorias: Melhor Fotografia, Melhor Direção de Arte e Melhor Som.
Literatura e cinema
Ainda antes do início das filmagens de O Segredo do Abismo, o diretor James Cameron entrou em contato com o escritor Orson Scott Card sobre a possibilidade de produzir um livro sobre a história do filme que iria realizar. Ao saber da proposta através de seu agente Card inicialmente a descartou, dizendo que não fazia "novelizações" de filmes. O escritor mudou de idéia após saber que o pedido havia sido feito por Cameron, mas exigiu do diretor que tivesse liberdade para desenvolver a "novelização" da maneira como achasse melhor. Após um encontro com Cameron, Card escreveu três capítulos que apresentavam os personagens Bud e Lindsay Brigman em um período anterior ao que é mostrado no filme. Após receber tais capítulos, James Cameron os entregou aos atores Ed Harris e Mary Elizabeth Mastrantonio, no intuito de ajudá-los na composição de seus personagens.
Diplomados
Todos os atores de O Segredo do Abismo tiveram que obter certificados de mergulhadores antes do início das filmagens.
Entrega total
A grande maioria das cenas de O Segredo do Abismo foram realizadas pelos próprios atores do elenco, e não por dublês.
Para vê-los e ouvi-los melhor
As máscaras de mergulho utilizadas foram desenhadas especialmente para o filme, de forma a permitir a melhor visualização das faces dos atores. Dentro das máscaras foram ajustados microfones que permitiram que os diálogos ditos pelos atores fossem captados e utilizados no filme. Os sons feitos pelos reguladores das máscaras foram também gravados, mas posteriormente eliminados na edição de som.
Estrutura recorde
Grande parte das filmagens subaquáticas de O Segredo do Abismo foi realizada em um tanque de reator nuclear ainda em construção em Gaffney, na Carolina do Sul. Lá também foi construído o maior set de filmagens subaquático já feito até então, em um tanque de 7 milhões de galões d'água.
Adversidades
O tanque utilizado em O Segredo do Abismo tinha 40 pés de profundidade, mas como tinha muita luz na superfície a produção foi obrigada a construir um "tampão gigante" e ainda colocar bilhões de minúsculas bolhas pretas de plástico para bloquear a luz. Durante uma violenta tempestade o "tampão" acabou sendo destruído, o que fez com que o restante das filmagens ocorresse à noite.
O dilema da citação
A versão original de O Segredo do Abismo a ser exibida nos cinemas foi forçada a retirar do início do filme, ainda antes do surgimento dos créditos, a frase de Nietzsche que dizia "...when you look long into an abyss, the abyss also looks into you" (traduzindo, "quando você olha por muito tempo dentro do abismo, o abismo também olha dentro de você"). O motivo por tal retirada foi que esta mesma frase fora utilizada em Inocente ou Culpado (1988), sendo que Cameron queria evitar as acusações de imitação em seu filme. Entretanto, tal frase foi incluída na versão do diretor, lançada anos depois.
Tanque preservado

Devido a questões financeiras, o set de filmagens subaquático de O Segredo do Abismo nunca foi desmontado. Ele permanece montado no tanque de reator nuclear da Carolina do Sul, agora esvaziado, sendo que a Fox colocou ao seu redor diversos avisos a possíveis curiosos e fotógrafos de que aquele material é de sua propriedade e que fotos e filmagens são proibidas de acordo com a lei do copyright.
Director's cut
Em 1992 foi lançada uma versão alternativa chamada O Segredo do Abismo - Versão do Diretor, que continha 28 minutos de material extra em relação à versão original do filme.

O Segredo do Abismo : Poster


Bom filme e um ótimo trabalho!!

     “Abandonar a Ciência é o caminho de volta à pobreza e ao atraso.” 
[Carl Sagan]     


0 comentários:

Loading...